Buscar

DA PISTA DE DANÇA PARA OS CAMAROTES




No artigo anterior sobre desenvolvimento adulto e de desenvolvimento de líderes descrevi a metáfora do sistema operacional interno. Dessa vez vou usar uma das metáforas favoritas dos meus clientes; a metáfora da pista de dança. Ela foi construída em cima da metáfora "Assista de Camarote" do Ron Heifetz, especialista em liderança adaptativa de Harvard.  


Digamos que você esteja dançando numa pista de dança, cercado de camarotes nos andares de cima. Nessa noite tem uma banda tocando. Como você está na pista, só consegue ver as pessoas que estão a sua dançando a sua volta. No dia seguinte, um amigo te pergunta como foi, você responde: “A banda estava ótima e o pessoal estava muito animado.”

Agora, imagine que você tivesse subido até um dos camarotes e observado lá de cima, talvez você percebesse padrões. Por exemplo, talvez tivesse ficado claro que, quando a banda tocava uma música mais lenta, apenas algumas pessoas dançavam; quando o ritmo era mais rápido, outras iam para a pista; e que certas pessoas nunca dançavam, independente da música. Você também poderia ter percebido que muita gente se aglomerava numa extremidade da casa, tão longe quanto possível da banda. No dia seguinte, a resposta para seu amigo, talvez fosse: "Foi legal, mas nem todo mundo curtiu. A banda tocou muito alto, então as pessoas dançaram no fundo da pista, o que dava uma impressão de estar lotado."


E se esse amigo estivesse com você lá e os subissem juntos ao mesmo camarote? Será que viriam e compreenderiam igual? A resposta é: sim, você viriam o mesmo e não, provavelmente vocês não compreenderiam igual. Você pode ter uma perspectiva além da banda, dos cozinheiros na cozinha, na conversa que os proprietários estão tendo sobre se aumentam os preços das bebidas novamente e seu amigo não.


Só mais um detalhe, nessa casa existe uma variedade de "camarotes", dependendo da forma como sua mente pensa e dá sentido as coisas, chamadas de “formas da mente”. A teoria de desenvolvimento descreve diferentes camarotes cada qual oferecendo uma perspectiva distinta. Até qual camarote você pode subir, depende da forma atual da sua mente.

Existe uma variedade de "camarotes", dependendo da forma como sua mente pensa e dá sentido as coisas. Até qual camarote você pode subir, depende da forma atual da sua mente.

Para líderes em qualquer organização, precisamos lembrar que as pessoas encontram-se em camarotes diferentes, onde a capacidade de entender o mundo complexo em que se encontram não é igual. Algumas podem simplesmente não compreender o que para você é óbvio.


Outro ponto importantíssimo, é olhar para a pista de dança e poder, ao mesmo tempo nos ver nela. Quando nos vemos em meio a ação, ganhamos perspectiva sobre nossas próprias ações e reações.


O desafio é ir e voltar entre a pista de dança e o camarote, efetuando intervenções e observando nosso impacto em tempo real. Até chegar próximo de estar ao mesmo tempo nos dois lugares, observando o todo e, inclusive, nos vendo objetivamente.


Patricia Gibin é consultora, coach e pesquisadora em desenvolvimento adulto, desenvolvimento de liderança, carreira, autenticidade e propósito.


Publicado originalmente em:


11 visualizações

©For Change 2019 - All rights reserved