Buscar

VOCÊ JÁ PENSOU NA SUA CARREIRA COMO UM PORTFÓLIO?



Cedo, quando aprendemos sobre finanças pessoais, uma das primeiras lições é que devemos diversificar nossa carteira de investimentos, não colocando todos nossos recursos em um único investimento. No entanto, quando pensamos em carreira, fazemos exatamente o contrário, colocamos todos nossos recursos em uma única atividade. Não falo apenas em dinheiro, talvez mais importante, seja o nosso tempo e atenção.


Fomos ensinados assim. Aprendemos que deveríamos escolher uma carreira e nos dedicar totalmente a ela. Acredito que isso esteja mudando, ainda mais com as novas gerações. Devemos começar a ver nossa carreira como um portfólio de atividades que vamos desenvolver ao longo da vida.


Daí você vai me perguntar, como se já trabalha mais do que 8 horas por dia e não tem tempo para mais nada. Aí é que entra a estruturação do seu portfólio, que preferencialmente, deve ter um fio condutor que interligue a maioria das suas atividades.


Podemos fazer a analogia também de você como gestor de seu próprio fundo de private equity ou venture capital que investe em um setor específico, que seria o seu fio condutor. Vou me usar como exemplo. No meu portfólio tenho as seguintes atividades: coaching executivo e de carreira, consultora em serviços de liderança, professora de carreira e desenvolmento, voluntária em serviços de carreira e consultora em recrutamento executivo. Qual o fio condutor do meu portfólio? Carreira e desenvolvimento. Desta forma, as atividades deixam de competir entre si e passam a se complementar.


Em uma visão mais avançada esse fio condutor também poderia ser o seu propósito, que a meu ver, compreende carreira já que carreira ou, o que você faz e onde você faz, deveriam ser uma expressão do seu propósito.

Voltando para a questão de alocação, nem todos investimentos tem o mesmo prazo alguns, por exemplo, são de longo prazo. No seu portfólio de carreira é a mesma coisa você pode ir investindo em alguma atividade hoje paralelamente a outras que poderá virar sua atividade primária lá na frente. Alguns exemplos são fazer um curso de conselheiro de administração para no futuro perseguir posições de conselho ou fazer um doutorado para perseguir uma carreira acadêmica.


A grande vantagem da diversificação do seu portfólio de carreira é te dar mais mobilidade. Se por algum motivo você tiver que deixar sua atividade primária seja por vontade própria ou não, você não vai começar do zero. Você já terá suas outras atividades em desenvolvimento. Outra vantagem é a possibilidade de experimentar. Como você pode saber se gosta de dar aula se nunca deu nenhuma aula? Como sabe se gostaria de mentorar startups ou profissionais em desenvolvimento se nunca fez nenhuma mentoria? Seu portfolio também pode ser um espaço mais seguro de experimentação.


Além de tudo isso, seu portfólio de carreira está para sua vida. Não podemos discutir que vamos cada vez viver mais e consequentemente trabalhar por mais tempo. O portfolio de carreira vem para potencialmente substituir o velho conceito linear de planejamento de carreira com uma visão paralela e plural.


69 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo